Polícia Civil de Rondônia prende em Colniza/MT foragido por Estupro de Vulnerável em Cacoal – Meliante foi preso em flagrante com criança de 12 anos que sequestrou em Porto Velho

O crime foi denunciado pelos pais da menor no dia 25 de agosto deste ano, logo após o desaparecimento. Ele era conhecido da família da criança.
Facebook
WhatsApp
Twitter

Um intenso trabalho investigativo de policiais civis do município de Colniza, no Mato Grosso, Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Porto Velho e Delegacia de Polícia Civil de Machadinho do Oeste, resultou na localização e prisão do foragido João Félix dos Santos, 56 anos. Ele é suspeito de sequestrar uma criança de 12 anos, de um sítio, localizada no Ramal do Índio, Capital de Rondônia.

O crime foi denunciado pelos pais da menor no dia 25 de agosto deste ano, logo após o desaparecimento. Ele era conhecido da família da criança.

Na Delegacia, o pai da menina contou que estava no sítio juntamente com sua esposa e a criança, quando deixou a criança na casa e foi conferir umas madeiras que havia separado para João.

Ao retornar, o homem sentiu falta da filha e percebeu que João também não estava mais na propriedade. Desesperado, o pai da menina começou a procurar por ela e não a encontrou. Ele percebeu ainda, que os documentos da criança haviam desaparecido.

Durante as buscas para localizar a filha, o pai da menina foi informado por vizinhos que tinham visto João passando em um carro branco em alta velocidade com a menor dentro.

Com as informações, a Polícia Civil de Rondônia, sob a coordenação da delegada Adrian Viero, iniciou as investigações, e em contato com policiais de Colniza, os investigadores conseguiram descobrir o paradeiro de João juntamente com a menina.

Durante as investigações, segundo a delegada, foi apurado que a adolescente chegou a enviar uma mensagem para a família informando que teria fugido do sítio por vontade própria e que não era para procurar por ela. “Mas por se tratar de uma menor de 12 anos, muitas coisas são considerados estupro de vulnerável com o consentimento da pessoa ou não, segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A vontade do menor é condicionada a vontade dos pais, que fique claro isso”, explicou Adrian Viero.

Ainda durante as investigações, a Polícia descobriu que João estava sendo procurado pela Polícia Civil de Cacoal. Contra ele, havia um Mandado de Prisão em aberto pelo crime de estupro de vulnerável.

Na manhã desta sexta-feira (24/09), com a descoberta do paradeiro do foragido, os policiais civis de Colniza, foram até uma fazenda, localizada na Zona Rural da cidade e conseguiram prender João. Ele foi encontrado deitado em uma cama juntamente com a menor.

Segundo a delegada DPCA, Adrian Viero, João Felix será ouvido na DPCA no inquérito instaurado para apurar o desaparecimento da criança. “Vale ressaltar que ele foi preso por força de Mandado de Prisão por estupro de vulnerável, expedido pela Comarca de Cacoal, e não por esse desaparecimento. Ainda estamos em fase de investigação, e ele será ouvido na nossa delegacia”, finalizou.

A equipe de Agentes da Polícia Civil de Colniza/MT que atuou na prisão do suspeito foi composta pelos policiais: Paulo César França, Elizeu Adriano Machado, Rony Mail da Silva Almeida.

 

Fonte: sintoniadero

Deixe um comentário

Imaral – lateral 01 – CPU
Smart Andrade – lat 02 – CPU
IMARAL – Laterall 03 – GIF – ANIVERSARIO
%d blogueiros gostam disto: