Pessoas de 35 a 39 anos com comorbidades começam a receber vacina contra a Covid nesta sexta (28) em Vilhena, RO

Imunização acontecerá das 8h às 17h, na Central de Imunização, anexo a Unidade Básica de Saúde Afonso Masur. Confira lista de comorbidades que podem receber o imunizante.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Pessoas com idade entre 35 e 39 anos, começam a receber na sexta-feira (28), a 1ª dose da vacina contra a Covid-19 em Vilhena (RO). A imunização vai acontecer na Central de Imunização, anexo a Unidade Básica de Saúde Afonso Mansur, localizada na avenida Brigadeiro Eduardo Gomes, das 8h às 17h.

Unidade Básica de Saúde Afonso Mansur em Vilhena (RO) — Foto: Divulgação/Prefeitura de Vilhena

Unidade Básica de Saúde Afonso Mansur em Vilhena (RO) — Foto: Divulgação/Prefeitura de Vilhena

A prefeitura do município alerta que, para receber a vacina, a pessoa que se enquadrar na lista de comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde, “deve solicitar o atestado médico atualizado nos postos de saúde da rede pública, a fim de comprovar a presença da comorbidade no dia da vacinação”.

As pessoas que não fazem tratamento no SUS ou que não foram procurados pelos agentes, devem se dirigir aos Postos de Saúde da cidade para solicitar a emissão do atestado médico atualizado específico para a vacinação contra a Covid-19.

Para facilitar o acesso ao atestado médico, a prefeitura disponibilizou um modelo sugestivo do atestado para vacinação contra a covid-19 de acordo com o quadro de comorbidade do Ministério da Saúde. O PDF do arquivo pode ser acessado aqui.

Para emitir o atestado atualizado, a pessoa deve apresentar os seguintes documentos comprobatórios da comorbidade:

  • laudos,
  • declarações,
  • prescrições médicas ou
  • relatórios médicos com descritivo ou CID da doença ou condição de saúde, CPF ou CNS do usuário, assinado e carimbado, em versão original.

Lista de Comorbidades

 

  • Diabetes Mellitus – qualquer indivíduo com diabetes.
  • Pneumopatias Crônicas Graves – indivíduos com pneumopatias graves incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos, internação prévia por crise asmática).
  • Hipertensão Arterial Resistente (Har) – quando a pressão arterial (pa) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou pa controlada em uso de quatro ou mais fármacos anti-hipertensivos.
  • Hipertensão Arterial Estágio 3 – pa sistólica e/ou diastólica independente da presença de lesão em órgão-alvo (loa) ou comorbidade.
  • Hipertensão Arterial Estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade – pa sistólica entre 140 e 179mmhg e/ou diastólica entre 90 e 109mmhg na presença de lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade.
  • Insuficiência Cardíaca (Ic) – Ic com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; Em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da new york heart association.
  • Cor-pulmonale e Hipertensão Pulmonar – cor-pulmonares crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária.
  • Cardiopatia Hipertensiva – cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvo).
  • Síndromes Coronarianas – síndromes coronarianas crônicas (angina pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós infarto agudo do miocárdio, outras).
  • Valvopatias – lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico (estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras).
  • Miocardiopatias e Pericardiopatias – miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática.
  • Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas Arteriovenosas – aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos arritmias cardíacas arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação e flutter atriais; e outras).
  • Cardiopatias Congênita no Adulto – cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico.
  • Próteses Valvares e Dispositivos Cardíacos Implantados – portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfibriladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência).
  • Doença Cerebrovascular – acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular.
  • Doença Renal Crônica – doença renal crônica estágio 3 ou mais (taxa de filtração glomerular < 60 ml/min/1,73 m2) e/ou síndrome nefrótica.
  • Imunossuprimidos – Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV e CD4; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas.
  • Anemia Falciforme – anemia falciforme.
  • Obesidade Mórbida – índice de massa corpórea (imc) ≥ 40.
  • Síndrome De Down – trissomia do cromossomo 21.
  • Cirrose Hepática – cirrose hepática child-pugh A, B Ou C.

Vacinação em Vilhena

 

Fila para vacinação contra Covid-19 em Vilhena (RO) — Foto: Prefeitura de Vilhena/Divulgação

Fila para vacinação contra Covid-19 em Vilhena (RO) — Foto: Prefeitura de Vilhena/Divulgação

De acordo com o Painel Covid-19 do Governo de Rondônia, Vilhena já aplicou a 1ª dose em 11.999 pessoas até esta quinta-feira (27). Apenas 8.013 pessoas receberam a 2ª dose do imunizante.

Profissionais da saúde, idosos com mais de 60 anos, pessoas com mais de 18 anos com deficiência permanente, profissionais de segurança e salvamento, e indígenas são os públicos contemplados com a vacina.

Casos e mortes em Vilhena

 

Desde o começo da pandemia, Vilhena registrou 225 mortes por Covid-19 e 11.661 casos do vírus.

Fonte: G1

Deixe um comentário

CPU, LATERAL, ANUNCIE AQUI
No data was found
No data was found
%d blogueiros gostam disto: