Opinião: Neymar constrói o maior protagonismo de um brasileiro já visto no futebol europeu

Com números históricos na Champions, craque leva PSG de volta a uma semifinal do torneio depois de 25 anos e se coloca no caminho para ser o melhor do mundo
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

“Eu não jogo para responder ninguém”. Depois da épica classificação do PSG sobre a Atalanta nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa, Neymar – melhor do jogo – mostrou em entrevista maturidade que lembrou as brincadeiras dos fãs sobre o “adulto Ney”. A resposta aos críticos que o acompanham veio da melhor maneira possível: na bola.

Debaixo de holofotes desde a pré-adolescência, Neymar se acostumou a uma pressão que só craques podem suportar. Saiu do Santos deixando seu nome na história. Teve a responsabilidade de carregar a seleção brasileira em uma Copa do Mundo em casa com apenas 22 anos – e cumpriu bem seu papel até se machucar. Chegou à Europa em um dos maiores times do mundo e correspondeu no Barcelona. E agora, após anos vitoriosos no continente, lá está ele levando o PSG de volta a uma semifinal de Champions após 25 anos.

Champions da qual ele já foi protagonista, artilheiro e campeão, na temporada 2014/15, com o Barcelona. Na qual teve papel principal na remontada mais espetacular da história, no 6 a 1 de 2016/17 sobre o próprio PSG. Champions na qual ele é o brasileiro com mais gols (35) e mais assistências (23) em todos os tempos.

Isso com 28 anos, dois mata-matas perdidos por lesão no PSG e muito caminho a percorrer. Neymar já está na mesma prateleira de outros grandes craques brasileiros de sucesso na Europa. E não é exagero nenhum colocá-lo como o mais relevante de todos eles no continente.

Neymar com o prêmio de melhor em campo após PSG 2 x 1 Atalanta — Foto: Getty Images

Neymar com o prêmio de melhor em campo após PSG 2 x 1 Atalanta — Foto: Getty Images

Tudo bem, você pode logo de cara pensar nos nomes que ganharam prêmios de melhor jogador do mundo: Romário, Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho, Kaká. Claro, todos jogadores espetaculares e alguns com peso maior quando o assunto é seleção brasileira. Mas aqui não falo sobre preferência técnica, e sim sobre protagonismo no futebol europeu.

Nenhum desses outros viveu a era dos absurdos Messi e Cristiano Ronaldo, o que deixa a concorrência, digamos, desleal. Ser o grande destaque entre os “humanos” dessa época é um grande feito. E Neymar pode estar a duas partidas de ser o melhor do mundo mesmo com esses concorrentes extraordinários.

Neymar fez gol na final da Champions 2014/15, quando foi artilheiro ao lado de Messi e Cristiano Ronaldo — Foto: Getty Images

Neymar fez gol na final da Champions 2014/15, quando foi artilheiro ao lado de Messi e Cristiano Ronaldo — Foto: Getty Images

Nenhum dos outros nomes citados teve tanto tempo em alto nível como Neymar na Europa, e tudo indica que ainda restam alguns anos ao atacante do PSG entre os melhores do mundo. Nenhum outro saiu do Brasil como um jogador tão pronto e vitorioso, carregando consigo a atenção de todo o país. Nenhum outro tornou-se o jogador mais caro da história numa transação com valores tão astronômicos entre clubes europeus – o PSG pagou mais de 200 milhões de euros ao Barcelona em 2017.

Nenhum desses outros levantou tantos troféus relevantes no continente – os três que chegaram mais perto não repetiram brilho após transferências: Rivaldo e Ronaldinho Gaúcho no Milan e Kaká no Real Madrid. Nenhum outro fez o Brasil parar para tratar um jogo de Champions como Copa do Mundo (aliás, haja foto de Neymar na timeline!).

FONTE: G1 

Deixe um comentário

CPU, LATERAL, ANUNCIE AQUI
No data was found
No data was found
%d blogueiros gostam disto: