Operação Lockdown II: Polícia prende mais de 40 foragidos que pediram auxílio emergencial em Rondônia

Até o momento, foram cumpridos mais de 100 mandados de prisões preventivas e decorrentes de condenações. Investigações apontam que alguns suspeitos chegaram a receber o benefício.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Policiais civis foram às ruas nesta sexta-feira (5) para o cumprimento de, em média, mais de 100 mandados de prisões preventivas e decorrentes de condenações durante a segunda etapa da Operação Lockdown, em Rondônia. Até às 11h, 43 foragidos da Justiça foram presos.

Nessa nova fase, os mandados estão sendo cumpridos em Porto Velho e no interior do estado. Na primeira etapa, 11 foragidos foram detidos apenas no interior. Outros 10 mandados de busca e apreensão também foram cumpridos, além de terem sido encontradas drogas e munições. Com as prisões desta sexta, passa de 50 o número de pessoas detidas.

O objetivo é prender pessoas condenadas por crimes de homicídio, furto, roubo, estupro, entre outros, que se habilitaram para receber o auxílio emergencial do Governo Federal.

“Estavam praticando uma fraude, fazendo declarações falsas. Algumas delas, inclusive, chegaram a receber o benefício. Entretanto, a Controladoria Geral da União (CGU), quando fez as pesquisas, os cruzamentos de dados das pessoas que se habilitaram para receber o benefício, constatou que diversas delas eram criminosas”, explicou o diretor do Departamento de Polícia Especializada da corporação, Paulo Kakionis.

Segundo Kakionis, a Polícia Federal (PF) irá investigar o crime de estelionato. Os presos também podem responder por falsidade ideológica pela fraude no auxílio emergencial. Todos foram encaminhados aos presídios das respectivas cidades.

Deixe um comentário

CPU, LATERAL, ANUNCIE AQUI
No data was found
No data was found
%d blogueiros gostam disto: