Mais de 140 balanças do comércio de Ariquemes passam por verificação…

Toda a balança precisa conter o selo indicando a última verificação e sua validade atualizada.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

O Governo de Rondônia, por meio do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem), realizou, no período de 11 a 15 de outubro, fiscalização de balanças utilizadas pelo comércio em Ariquemes. Ao todo, foram verificadas 144 balanças comerciais e outras duas de média capacidade, com apenas uma reprovação.

A ação tem o objetivo de demonstrar a importância da presença do Ipem na preservação da livre concorrência, do comércio justo e na proteção dos direitos do consumidor. “Nossa intenção é de garantir uma concorrência justa entre os estabelecimentos para que possam comercializar o que está realmente inserido nas embalagens de cada produto, seguindo as normas do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Desta forma, atender o determinado pelo governador Marcos Rocha, ‘proteger nossa população’”, destacou Aziz Rahal Neto, presidente o Ipem.

Toda a balança precisa conter o selo indicando a última verificação e sua validade, que é de um ano. Além disso, é necessário selo de lacre e placa de patrimônio do Inmetro. “Toda balança utilizada para transações comerciais deve, obrigatoriamente, ser de modelo também aprovado pelo Inmetro, e ser verificada periodicamente pelo Ipem. Para venda ao consumidor, a balança precisa estar em local iluminado, em plataforma sólida, nivelada, sem calço e obrigatoriamente zerada”, frisou o metrologista Igor Argento.

A balança sem modelo aprovado pelo Inmetro prejudica o proprietário, o consumidor e a indústria nacional. Quando não atende aos requisitos mínimos de qualidade estabelecidos pelo Inmetro, o proprietário vai ser prejudicado com um instrumento sem garantia e com baixa qualidade, e o consumidor com possíveis erros provocados por esse tipo de equipamento, assim como a indústria, por não conseguir concorrer em preço contra um instrumento que não atende requisitos de qualidade, garantia e durabilidade.

O consumidor pode ser um agente ativo nas ações conjuntas com o Ipem, denunciando, as suspeitas ou confirmações de alguma irregularidade em produtos e/ou mercadorias pode informar à Ouvidoria do Ipem, pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone 0800 647 7277.

Fonte: SECOM/RO

Deixe um comentário

No data was found
Lat. 02 – RADIO
Lateral 03 – Nov. Azul Radio
%d blogueiros gostam disto: