Jorginho fica próximo de acerto para voltar a ser o técnico do Coritiba

Nome do treinador é unanimidade entre a diretoria. Ele deve voltar ao comando do time depois de oito meses de sua saída após campanha do acesso
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

O telefone tocou, e Jorginho tem negociações avançadas para assumir Coritiba. Oito meses após conquistar o acesso da série A com o time, o treinador está perto de retomar o trabalho e com o desafio de comandar uma recuperação da lanterna do Brasileirão. Com 56 anos, Jorginho está sem time desde que deixou o Coritiba.

Acertando os últimos detalhes, o treinador deve chegar a Curitiba na segunda-feira. Como antecipado pela reportagem, no domingo, quando o o grupo de diretores se reuniu para avaliar o trabalho do técnico Eduardo Barroca e do diretor de futebol Rodrigo Pastana, o nome de Jorginho já ganhou força. Ambos acabaram demitidos na última quinta-feira, após a derrota de 1 a 0 para o Corinthians.

A diretoria entende que precisa de um treinador com liderança no vestiário e Jorginho conhece grande parte deste elenco. O aproveitamento do treinador de 71% na campanha do acesso também chamou a atenção: 11 vitórias, 3 empates e apenas 1 derrota.

No final do ano, Coritiba e Jorginho tentaram uma renovação. Porém, as partes não chegaram a um acordo financeiro e houve até uma falta de comunicação. O Coritiba fez uma proposta para a permanência do treinador. Jorginho pediu um salário fora da realidade do clube e aguardava uma contraproposta. Mas o Coritiba decidiu seguir outro caminho, inclusive procurando no mercado um treinador com uma outra filosofia de jogo.

jorginho coritiba  — Foto: Everton Franco/RPC

jorginho coritiba — Foto: Everton Franco/RPC

No dia 23 de dezembro, o presidente Samir Namur, em entrevista aos canais do clube, até explicou a decisão.

– Tivemos muitos debates internamente sobre qual a forma o Coritiba deve jogar em 2020, o tipo de comportamento tático. E conversando com o Pastana e a comissão técnico permanente entendemos que era hora de uma mudança. Muita gente estava esperando uma postura mais reativa até como terminou com Jorginho, eu até imaginei que isso seria o ideal. Mas a forma como o Flamengo tem jogado com Jorge jesus tende a influenciar os times para que comecem a jogar de uma forma mais propositiva e o Coritiba tem que se alinhar com isso. A contratação do Barroca vai nessa linha, afirmou o dirigente.

A estratégia acabou não dando certo. O Coritiba foi eliminado na primeira fase da Copa do Brasil, pelo Manaus. Perdeu o Campeonato Paranaense para o maior rival, Athletico, no Couto Pereira e agora precisa se recuperar no Brasileirão.

FONTE: G1 

Deixe um comentário

Lat. 03 cpu, live
lat02-gif papo livre
No data was found
%d blogueiros gostam disto: