FUTEBOL- Flamengo vence o Barcelona-EQU no Maracanã e abre vantagem na semifinal da Libertadores

Após grande início da equipe equatoriana, Rubro-negro marca duas vezes com Bruno Henrique no primeiro tempo, vê Molina ser expulso antes do intervalo e administra o resultado na segunda etapa
Facebook
WhatsApp
Twitter

Resumão

O Flamengo abriu uma boa vantagem na disputa por uma vaga na final da Libertadores. Na noite desta quarta-feira, o Rubro-negro venceu o Barcelona de Guayaquil por 2 a 0, no Maracanã, no primeiro jogo da semifinal em grande noite do goleiro Diego Alves. Após tomar um susto em investidas equatorianas no início, a equipe do técnico Renato Gaúcho marcou duas vezes com Bruno Henrique no primeiro tempo, que ainda teve Molina expulso no último minuto após o segundo amarelo. Na segunda etapa, a partida acabou perdendo intensidade. Antes do fim, Léo Pereira ainda foi expulso por agredir Léon com uma cotovelada no rosto.

  • Como fica?

    Com a vitória, o Flamengo pode empatar ou perder por um gol de diferença que ainda fica com a vaga no jogo da volta. Se a equipe for derrotada por dois gols de diferença, mas fizer um ou mais gols no Equador também garante a classificação. Vale lembrar que gol fora de casa é critério de desempate nesta fase da Libertadores. Em caso de 2 a 0 para o Barcelona, a decisão será nos pênaltis.

  • Agenda

    Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, no Monumental de Barcelona, no Equador, às 21h30, na partida que define o finalista da Libertadores. Mas antes, o Flamengo entra em campo pelo Campeonato Brasileiro. No domingo, às 11h, o clube mede forças com o América-MG no Independência, pela 22ª rodada.

    • Primeiro tempo

      O jogo começou em ritmo frenético no Maracanã, com as duas equipes criando grandes oportunidades desde o início. O goleiro Diego Alves teve muito trabalho e fez três grandes defesas em chutes de Mastriani, Preciado e Castillo. Mas o Flamengo respondeu logo e abriu o placar aos 21 minutos, após um grande cruzamento de Gabigol para Bruno Henrique. Minutos depois, em contra-ataque rápido, o Rubro-negro ampliou com um “gol coletivo”. Everton Ribeiro tocou para Gabigol, que já esticou na direita para Vitinho cruzar para Bruno Henrique, que estava livre para mandar para a rede e fazer o segundo. No último minuto da primeira etapa, Molina matou contra-ataque do Fla e foi expulso após receber o segundo amarelo.

    • Segundo tempo

      Mesmo com 10 jogadores, o Barcelona não se intimidou no retorno do segundo tempo e só não fez o primeiro graças a Diego Alves, que defendeu um chute de Carcelén na área. A resposta rubro-negra veio rápida em chance com Vitinho defendida por Burrai. Na sequência, a partida acabou perdendo intensidade, com as equipes diminuindo o ritmo. Na reta final, quando o jogo se encaminhava para os acréscimos, Léo Pereira ainda acertou o braço em León e foi expulso direto deixando o confronto em igualdade númerica nos últimos minutos.

    • Grande noite!

      Um dos nomes da partida, Diego Alves fez pelo menos quatro grandes defesas no jogo e mostrou mais uma vez que cresce em decisões. Quando o confronto ainda estava 0 a 0, foi determinante ao fechar o gol e anular as investidas do Barcelona. Assim como no primeiro lance de perigo da segunda etapa, quando o adversário tentava reagir mesmo com um a menos.

      Diego Alves, goleiro do Flamengo

      Diego Alves, goleiro do Flamengo (Foto: Staff Images / CONMEBOL)

    • Um expulso para cada lado

      No último minuto do primeiro tempo, Molina matou contra-ataque do Flamengo, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso na sequência. No fim do segundo tempo, Léo Pereira levou o vermelho direto ao agredir León com uma cotovelada no rosto.

       

      Fonte: GE

Deixe um comentário

Imaral – lateral 01 – CPU
Smart Andrade – lat 02 – CPU
IMARAL – Laterall 03 – GIF – ANIVERSARIO
%d blogueiros gostam disto: