Fifa determina Atlético-MG a pagar R$ 4,4 milhões ao Rentistas por Terans; Galo já recorre ao TAS

Jogador custou US$ 1,6 milhão; Galo deixou de pagar uma parcela no prazo e foi condenado, sob pena de não poder registrar jogadores em caso de não pagamento em prazo determinado
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Durante a pandemia, o Atlético-MG organizou suas contas pendentes na Fifa, em cobranças de clubes internacionais. Pagou a Udinese, o Caracas, o Spartak Moscou. Na contramão, surgiu uma determinação da Fifa em nova dívida. O Rentistas, do Uruguai, teve acolhido parcialmente seus pedidos e o Galo foi condenado a pagar US$ 828 mil (R$ 4,4 milhões atuais) ao clube do Uruguai.

A condenação do juiz único do comitê de Status dos jogadores da Fifa chegou em 25 de maio de 2020, com a determinação de o Galo fazer o pagamento no prazo de 45 dias a partir dos informes bancários do Rentistas, sob pena de ficar proibido de registrar jogadores até a quitação da dívida ou, no período máximo de três janelas internacionais

O Atlético não sofreu tal penalização, prova disso é que conseguiu fazer sete contratações no período da pandemia. Os representantes legais do clube alvinegro já recorreram ao TAS – Tribunal Arbitral do Esporte – para reverter a decisão de primeira instância da Fifa. Com isso, o prazo de pagamento fica “congelado”.

Em junho de 2018, o Rentistas vendeu 70% de David Terans ao Atlético, preço total de 1,6 milhão de dólares. O pagamento acertado foi da seguinte forma:

  • 600 mil dólares em 10/7/2018
  • 250 mil dólares em 20/12/2018
  • 250 mil dólares em 20/6/2019
  • 250 mil dólares em 20/12/2019
  • 250 mil dólares em 20/6/2020

Em caso de atraso das parcelas, por período superior a 20 dias, o Atlético seria submetido a uma multa contratual – 20% da parcela em aberto. Em outubro de 2019, o Rentistas acusou o Galo de não pagar 190 mil dólares referentes à terceira parcela do acordo, que venceu em junho de 2019.

Em novembro de 2019, o Rentistas foi à Fifa, solicitando pagamento de 897 mil dólares. Que seria os 190 mil de inadimplência, bem como a execução das parcelas vincendas – mais US$ 500 mil, além de 20% sobre esse valor (138 mil dólares). O total seria os US$ 828 mil. Só que o Rentistas cobrava também honorários de 69 mil dólares.

Parte da decisão da Fifa em ação do Rentistas contra o Atlético — Foto: Reprodução

O Atlético reconheceu que pagou apenas 60 mil dólares da parcela de junho de 2019, alegando “dificuldades financeiras”. Argumentou que as penalidades estipuladas no contrato seriam invalidas e, ainda que válidas, desproporcionais. O Galo reconhece a dívida apenas de R$ 190 mil dólares.

Na decisão do juiz único do comitê da Fifa, os pedidos do Rentistas foram acolhidos em sua maioria. O ponto controverso foi sobre o pagamento dos honorários, rejeitados. Com isso, a condenação do Galo ficou em 828 mil dólares.

David Terans chegou ao Atlético durante a parada da Copa de 2018 como destaque do Campeonato Uruguaio, mas com a camisa do Danubio. Ele pertencia ao Rentistas e foi vendido. No início desse ano, sem convencer no Galo, foi emprestado por 12 meses ao Peñarol, onde está até o momento.

FONTE: G1 

Deixe um comentário

CPU, LATERAL, ANUNCIE AQUI
No data was found
No data was found
%d blogueiros gostam disto: