Expedição em Rondônia, Acre e Mato Grosso vai propor a viabilidade da saída para o Pacífico

A expedição já tem uma agenda definida.
Facebook
WhatsApp
Twitter

Nesta sexta-feira (15), representantes doInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), começam pela capital Rio Branco (AC), a divulgar o histórico de uma nota técnica que esclarece a viabilidade da Ponte do Rio Madeira em Abunã como parte determinante para o desenvolvimento do bloco de estados que forma a Zona de Desenvolvimento Sustentável dos Estados do Amazonas, Rondônia e Acre, (AMACRO).

No cronograma, os técnicos vão explicar os possíveis impactos ambientais e socioeconômico relativos as transformações produtivas no entorno do oeste da Amazônia Sul-Americana. A expedição cientifica que também ocorrerá em Rondônia ainda este ano, irá propor a criação de um grupo de trabalho entre os governadores subnacionais dos estados integrantes da AMACRO, o governo peruano, povos nativos e sociedade civil.

A expedição já tem uma agenda definida. Além de Rio Branco nesta sexta, outras estão previstas para ocorrer Cuiabá/MT e Porto Velho/RO e nas áreas de fronteira. A proposta é angariar subsídios para a criação de um “Texto-Discussão”, onde estará contido o papel das instituições e dos projetos de infraestrutura com foco no desenvolvimento regional Sul-Americano.

O projeto da AMACRO surgiu nos três estados e posteriormente ganhou força e novos contornos com a cooperação técnica entre a Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), a Suframa e outras instituições como a Embrapa e secretarias dos estados.

Fonte -News Rondônia

Deixe um comentário

Imaral – lateral 01 – CPU
Smart Andrade – lat 02 – CPU
IMARAL – Laterall 03 – GIF – ANIVERSARIO
%d blogueiros gostam disto: