Empresários fazem manifestação pedindo a flexibilização das atividades na capital

Eles um dos pedidos é para que o toque de recolher comece às 22 horas em Porto Velho
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Um grupo de empresários de Porto Velho realizou, nesta terça-feira(26), uma carreata reivindicando a reabertura do comércio e a criação de leitos para os doentes de covid-19 em Rondônia. Os manifestantes se concentraram no Espaço Alternativo, seguiram pela avenida Imigrantes; passaram pelas avenidas Farquar, Sete de Setembro; pela sede do Ministério Público; e terminaram no local de concentração.

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Rondônia, Valdir Vargas, é um dos organizadores do ato. Ele disse que a carreata ocorre no mesmo dia em que se encerra o último decreto de medidas restritivas.

“Entendemos todo o contexto da saúde pública com lotação de leitos. Queremos cobrar do Estado que ele retome com a saúde pública. De acordo com dados da própria Sesau, havia em junho 184 leitos disponíveis, hoje temos menos de 168. Vemos que a saúde foi, de certa maneira, enxugada. Caso tivéssemos aquele aparato do meio da pandemia, hoje estaríamos com uma taxa de ocupação menor”, disse.

Valdir declarou também que é desejo da classe empresarial que se retome os leitos anteriores e que se possa analisar a retomada gradual das atividades, flexibilizando o toque de recolher para as 22 horas.

“Hoje acaba o prazo do decreto e não sabemos se será renovado. Nenhuma atividade comercial subsistiria por mais dez dias ou quinze dias, nessas condições que nós temos de restrições. Isso seria fatal para as empresas”, finalizou.

 

Fonte: Rondoniavivo

Deixe um comentário

Lat. 03 cpu, live
lat02-gif papo livre
No data was found
%d blogueiros gostam disto: