Em live, Bolsonaro mente ao dizer que vacinas contra Covid podem desenvolver HIV/Aids

Presidente espalhou fake news baseado em 'notícia' sem fonte oficial que atrela a imunização do novo coronavírus com o desenvolvimento da síndrome da imunodeficiência adquirida (Aids).
Facebook
WhatsApp
Twitter

Cientistas e políticos reagiram a mais uma mentira dita por Jair Bolsonaro (sem partido) com o objetivo de desestimular a vacinação contra o coronavírus, que comprovadamente tem diminuído as taxas de transmissão e de óbitos no Brasil e em outros países.

Em sua live semanal, o presidente defendeu o uso de tratamento inútil para a covid-19 relacionando de forma incorreta os imunizantes ao vírus HIV, causador da Aids.

“Relatórios oficiais do governo do Reino Unido sugerem que os totalmente vacinados (15 dias após a segunda dose) estão desenvolvendo a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (Aids) muito mais rápido que o previsto”. Sabendo que a fala era falsa, Bolsonaro emendou: “Não vou ler aqui porque posso ter problemas com a minha live”, afirmou, falsamente, Bolsonaro.

Assista:

A microbiologista Natalia Pasternak usou o Twitter para ressaltar que nenhuma vacina, não apenas que protege contra a covid-19, faz com que as pessoas desenvolvam Aids.

O médico e pesquisador de saúde Daniel Dourado também usou a plataforma para informar as pessoas da maneira correta. “Não existe nenhuma possibilidade de a vacina causar Aids, zero. Qualquer que seja a vacina. É isso que precisa ser divulgado de forma clara e direta”, disse.

 

 

Fonte: YAHOO

Deixe um comentário

Imaral – lateral 01 – CPU
Smart Andrade – lat 02 – CPU
IMARAL – Laterall 03 – GIF – ANIVERSARIO
%d blogueiros gostam disto: