Brasil registra mais de 200 mil focos de queimadas em 2020; número é o maior na década

Mais da metade das queimadas foram registradas na Amazônia, e o Pantanal registrou a maior alta.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

O número de focos de queimadas no Brasil em 2020 subiu 12,73% na comparação com 2019, segundo dados do Programa Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). No total, o país registrou 222.798 focos em 2020, ante 197.632 no ano anterior. Isso representa o maior número de focos em uma década.

O pior aumento foi visto no Pantanal, que registrou 22.116 queimadas em 2020 — mais do que o dobro dos 10.025 registros em 2019. Foi o maior número de focos no bioma desde 1998, ano do início da série histórica.

No ano passado, imagens devastadoras dos incêndios e de animais mortos ou feridos pelo fogo correram o Brasil e o mundo. Estima-se que ao menos 23% do Pantanal foi destruído.

Veja o comparativo das queimadas no Pantanal na década, ano a ano

Focos de queimadas no Pantanal na década

Houve alta também na Amazônia: foram 103.161 focos de queimadas, contra 89.171 registradas em 2019. Isso representa um aumento de 15,68%, e é o maior número observado pelo Inpe desde 2017.

Veja mais números abaixo

Comparativo no nº de focos de queimadas entre 2019 e 2020

Bioma Focos em 2019 Focos em 2020 Variação
Caatinga 14.960 14.504 -5,04%
Cerrado 63.874 63.819 -0,08%
Pantanal 10.025 22.116 +120,7%
Pampa 1.420 1.685 +18,66%
Amazônia 89.176 103.161 +15,68%
Mata Atlântica 18.177 17.513 -3,65%
Total 197.632 222.798 +12,73%

 

Fonte: G1

Deixe um comentário

Lat. 03 cpu, live
lat02-gif papo livre
No data was found
%d blogueiros gostam disto: