“A Igreja Católica não faz barganhas”, diz CNBB sobre TVs apoiarem Bolsonaro em troca de verba

Conferência Nacional dos Bispos do Brasil se diz indignada com atitude de donos de emissoras católicas
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou uma nota na noite deste sábado (6) repudiando a proposta de “mídia positiva” feita por donos de emissoras católicas ao presidente Jair Bolsonaro em troca de mais verbas da Secretaria de Comunicação (Secom).

“Recebemos com estranheza e indignação a notícia sobre a oferta de apoio ao governo por parte de emissoras de TV em troca de verbas e solução de problemas afeitos à comunicação. A Igreja Católica não faz barganhas”, declarou a CNBB.

“Não aprovamos iniciativas como essa, que dificultam a unidade necessária à Igreja, no cumprimento de sua missão evangelizadora, ‘que é tornar o Reino de Deus presente no mundo’”, diz a nota, que também é assinada pela Associação Católica Internacional SIGNIS Brasil e a Rede Católica de Rádio (CRC).

De acordo com matéria do repórter Felipe Frazão, publicada no Estadão deste sábado (6), a proposta foi feita no último dia 21, em videoconferência com a participação de Bolsonaro. A reunião foi pública e transmitida por redes sociais do Planalto e pela TV Brasil.

O grupo solicitou acesso ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e, principalmente, à Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom).

 

Fonte: Revista Fórum

Deixe um comentário

CPU Lateral, Dias das Crianças
No data was found
No data was found
%d blogueiros gostam disto: