Sem-terra montam acampamento em frente ao palácio do governo de RO e pedem regularização de área

Grupo é formado por famílias de Jacinópolis, distrito de Nova Mamoré. Em resposta, o Governo de Rondônia preferiu não se manisfestar sobre o assunto.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Várias famílias sem-terra de Jacinópolis, distrito de Nova Mamoré (RO), montaram acampamento em frente ao palácio do governo estadual em Porto Velho para reivindicarem a regularização de uma área de terra.

Edvando Eugênio dos Santos, de 34 anos, contou ao G1 nesta quarta-feira (21) que mora na terra desde 2012 e é um dos representantes das pessoas que estão acampadas na frente do Palácio Rio Madeira.

Ele explica que a ação é para chamar a atenção das autoridades.

“A gente vem sofrendo uma perseguição da parte do estado. Lá é onde a gente constrói as nossas coisas, mas é cortado e queimado. Casos de abuso de autoridade acontecem frequentemente. A gente não estava sendo ouvido, por isso a gente veio pra cá”, explica.

Cícero Inácio da Silva de 54 anos, está em Jacinópolis há oito anos. O produtor rural destaca que o objetivo da manifestação pacífica é a regularização de terras.

” Ninguém pode trabalhar [na terra] porque o Ibama corta tudo que plantamos. O barraco, queima. A gente veio aqui pra tentar regular a situação dessas terra. Até agora não tive resposta”, diz.

Sem terras montam acampamento em frente ao CPA  — Foto: Jheniffer Núbia / G1

Sem terras montam acampamento em frente ao CPA — Foto: Jheniffer Núbia / G1

Outro produtor rural, José de Jesus, afirma estar buscando por uma resposta do governo de Rondônia.

“A gente está na terra há 20 anos, produzindo, aí a Sedam e até o Ibama chegam lá marcando o terror. Eles alegam que lá é uma área ambiental”, conta.

O grupo, antes de ir para a frente do palácio do governo, ficou acampado por cerca de dez dias na frente da Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO).

O que diz o outro lado

 

À reportagem, o Governo de Rondônia informou que “não vai se manifestar sobre o assunto”, e aguarda finalizações de reuniões para se posicionar.

A reportagem também entrou em contato com Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) e com Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), mas não teve uma resposta até a publicação.

Já o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), por telefone, disse desconhecer as reivindicações dos sem-terra acampados na frente do Palácio Rio Madeira.

Sem terras montam acampamento em frente ao CPA  — Foto: Jheniffer Núbia/G1

Sem terras montam acampamento em frente ao CPA — Foto: Jheniffer Núbia/G1

Sem terras montam acampamento em frente ao CPA  — Foto: Jheniffer Núbia/G1

Sem terras montam acampamento em frente ao CPA — Foto: Jheniffer Núbia/G1

Sem terras montam acampamento em frente ao CPA  — Foto: Jheniffer Núbia/G1

Sem terras montam acampamento em frente ao CPA — Foto: Jheniffer Núbia/G1

Deixe um comentário

CPU, LATERAL, ANUNCIE AQUI
No data was found
No data was found
%d blogueiros gostam disto: